Lançado o Edital do Iº Encontro de Pesquisadores da Pan-Amazônia

INFORMAÇÕES GERAIS

Data : 26 e 27 de maio de 2014

Local: Universidade Federal do Amapá –Unifap

Endereço:

Público-alvo: Pesquisadores e sociedade civil

Participantes:

• Organizações da sociedade civil

•Movimentos sociais

•Movimentos populares

•Sociedade Civil

•Organizações Internacionais

• Defensorias Públicas

•Ministérios Públicos

•Instituições de ensino, pesquisa e afins

• Indivíduos

•Organizações Estudantis

PROGRAMAÇÃO

26/05 –MANHÃ

• Credenciamento

• Conferencia de abertura

26/05 -TARDE

• Atividades autogestionadas

27/05 –MANHÃ

•Atividades autogestionadas

27/05 – TARDE

• Conferencia de encerramento

CONFERÊNCIAS

Importantes instâncias de debate e participação popular, as conferências que irão compor o I EPPA terão como participantes convidados nacionais e internacionais cujo foco será abrir e encerrar o encontro, introduzindo e condensando; respectivamente, à temática do Encontro: A Panamazonia, seus problemas, desafios e ameaças, assim como também as soluções.

ATIVIDADES AUTOGESTIONADAS

Poderão apresentar propostas para as atividades autogestionadas:organizações da sociedade civil, movimentos sociais, movimentos populares, sociedade civil, organizações internacionais, defensorias públicas, ministérios públicos e instituições de ensino, pesquisa e afins.

As atividades autogestionadas ocorrerão no dia 26 de maio pela tarde, e no dia 27 de maio pela manhã, tendo a duração de 4 (quatro horas).

As atividades autogestionadas poderão ser:

• Atividade temática: visam à discussão e o debate acerca dos desafios da Panamazônia, podendo ser: painéis temáticos, oficinas, seminários, mesas redondas, relatos e palestras.

• Atividades culturais: visam adifusão das culturas da Panamazônia através da cultura, podendo ser: mostra de cinema e audiovisual, mostra de artes visuais e literatura, artes cênicas e música.

• Atividades convergentes: compreendem atividades de articulação e organização de agendas, campanhas e mobilizações referentes à Panamazônia.

REGULAMENTO DAS ATIVIDADES AUTOGESTIONADAS

 

REGULAMENTO GERAL

DA FINALIDADE

1º As atividades autogestionadas tem o objetivo de facilitar o encontro e a fundamentação de propostas que ocasionem a reflexão, a formação de redes e trocas de experiências sobre a Panamazônia.

DOS TIPOS:

2º As atividades autogestionadas estão agrupadas em:

a)     Temática

b)     Cultural

c)     Convergente

i) As atividades serão avaliadas pela Comissão organizadora do I EPPA. O aceite está condicionado ao espaço físico disponível e a concordância com o regulamento específico apresentado nos Anexos adiante.

DA RESPONSABILIDADE

3° A comissão organizadora disponibilizará uma estrutura mínima necessária para a realização das atividades autogestionadas, conforme os regulamentos específicos.

4º Quanto a divulgação, a comissão organizadora se responsabilizará somente pela divulgação das atividades na programação impressa e eletrônica do I EPPA, que conterá a indicação de dia, hora e local em que estas ocorrerão.

DA INSCRIÇÃO

5º As atividades autogestionadas deverão ser inscritas por organizações da sociedade civil, movimentos sociais, movimentos populares, sociedade civil, organizações internacionais, defensorias públicas, ministérios públicos, instituições de ensino, pesquisa e afins, indivíduose  organizações estudantis.

i) É vedada a inscrição de propostas de atividades autogestionadas por partidos políticos e governos.

ii) É vedada a inscrição de propostas de atividades autogestionadas por indivíduos não vinculados a alguma instituição, organização ou movimento social e/ou popular.

iii) As propostas das atividades autogestionadas podem ser propostas por mais de uma organização, instituição ou movimento social e/ou popular.

6º As inscrições das propostas devem ser enviadas para o seguinte email: pesquisadoresdapanamazonia@gmail.com.

i) A proposta deve conter os nomes dos participantes, a qual organização, instituição ou movimentos estes são membros.

ii) A proposta deve conter título, um resumo e o objetivo.

iii)Deve indicar na proposta a infraestrutura necessária para a sua realização

iv)Somente serão aceitas propostas cujo tema esteja correlacionada a temática do encontro : a Panamazonia.

7º As inscrições deverão ser realizadas no período de 01º de março a 04 de abril de 2014.

8º O resultado deverá ser publicado no site até o dia 12 de abril de 2014.

9º A confirmação do aceite da atividade proposta está condicionada à analise da comissão organizadora sobre o espaço físico necessário para a sua realização e, notadamente, sobre a temática.

10º O ato de inscrição implica a aceitação integral do regulamento geral das atividades autogestionadas, bem como dos regulamentos específicos.

DISPOSIÇÕES FINAIS

11º  É de responsabilidade dos proponentes das atividades  veracidade das informações à organização do evento.

12º A responsabilidade por direitos autorais de qualquer apresentação e atividadeé de exclusividade o proponente.

13º Os horários das atividades divulgados na programação deverão ser rigorosamente respeitados, sob pena de exclusão da atividade da programação do evento.

14º Ficará a cargo dos proponentes das atividades autogestionadas a elaboração de listas para o controle de presença de participantes e certificação, caso necessário.

15°Com o objetivo de garantir a maior participação de pessoas com deficiência e mobilidade reduzida nas atividades autogestionadas orientamos que as entidades proponentes disponibilizem recursos de acessibilidade na comunicação tais como: material em braile, letra ampliada, meio digital, interprete de LIBRAS, legenda em tempo real e audiodescrição, entre outros itens de acessibilidade.

16º Os casos omisso serão decididos pela CO.

ANEXO I- REGULAMENTO ESPECÍFICO – ATIVIDADES AUTOGESTIONADAS TEMÁTICAS

1ºAtividades temáticas visam à discussão e o debate acerca dos desafios da Panamazônia, podendo ser: painéis temáticos, oficinas, seminários, mesas redondas, relatos e palestras.

2º Para a realização das atividades autogestionadas temáticas a comissão organizadora disponibiliza uma infraestrutura mínima, composta por: sala coberta e mesa diretora com cadeiras.

i)Itens como certificação de participantes, transporte de material, tradução simultânea para línguas oficiais do evento (inglês, francês, espanhol e português), custo de deslocamento decorrentes da participação no I EPPA não serão disponibilizados pela CO.

ii) A utilização de equipamentos não previstos nesse regulamento, mesmo sendo pago com recursos do proponente, deverá ser informado na proposta de atividade autogestionada. Sendo esta condicionada a aprovação da CO.

iii) A entrada e a saída de materiais e equipamentos não previstos neste regulamento nas dependências do evento está condicionada à apresentação da lista detalhada ao coordenador das atividades autogestionadas, ou a quem este assim determinar.

3º As salas para as atividades comportam até 50 pessoas em formato de auditório.

4º O representante da atividade autogestionada deve se apresentar 30 minutos antes do horário programado para início da atividade, com o intuito de checar a infraestrutura.

5º Os horários e locais, uma vez divulgados, não serão alterados em hipótese alguma, a não ser por necessidade da CO.

6º As atividades autogestionadas inscritas serão submetidas à avaliação seguindo os critérios abaixo:

a)     Relevância da proposta

b)     Pertinência ao temário do evento

c)     Disponibilidade de espaço físico adequado

7º Este regulamento é parte integrante do Regulamento Geral das Atividades Autogestionadas, ao qual todas as atividades estão submetidas

ANEXO II- REGULAMENTO ESPECÍFICO – ATIVIDADES AUTOGESTIONADAS CULTURAIS

1ºAs atividades autogestionadas Culturais, são atividades que visam à promoção e à difusão da cultura amazônica por meio da cultura e das diversas linguagens artísticas, compreendendo:

I.     Mostra de Cinema e de Audiovisual;

II.    Artes Visuais e Literatura;

III.   Artes Cênicas (teatro, dança, circo e performance) e Música.

i) As atividades relacionadas ao cinema e ao audiovisual compreenderão a mostra de trabalhos, inéditos ou não, contemplando documentários, animações, curtas,médias e longas-metragens, videoclipes e vídeos-arte.

ii) Nas atividades relacionadas às artes visuais, poderão ser realizadas mostras de desenho, gravura, escultura, pintura, fotografia e instalação. Nas atividades relacionadas à literatura, poderão ser realizadas declamações de poesia,contações de histórias e apresentações de cordel, improvisações e repentes, bem como lançamentos de livros.

iii) As atividades de artes cênicas e música compreenderão oficinas e apresentações individuais e/ou em grupos.

2º Serão vetadas atividades autogestionadas que prejudiquem ou que coloquem em risco a integridade física do público ou do local.

3ºA Comissão organizadora não se responsabiliza por danos em obras de arte em exposição e demais trabalhos inscritos nas atividades autogestionadas.

4º No ato da inscrição, com o intuito de subsidiar a Comissão de Cultura no processo de avaliação dos trabalhos e na montagem da programação, a instituição proponente deverá enviar:

  1. Sinopse da obra/espetáculo;
  2. Material de divulgação de seu trabalho (folders, cartaz, release, etc.);
  3. O link das mídias eletrônicas e sociais (facebook, twitter, instagran, youtube, etc) nas quais veicule a obra/espetáculo;
  4. Três (3) fotografias em alta resolução (exceto para obras literárias);
  5. O link e/ou arquivo, contendo na íntegra a obra inscrita (exceto nas atividades de artes visuais e literatura);
  6. Autorização de uso de imagens das obras/espetáculos inscritos, conforme modelo apresentado pela SE do FMDH;
  7. Demais informações que considerar necessárias.

Observação: No ato da inscrição, o proponente automaticamente estará cedendo os direitos de uso das imagens das obras/espetáculos inscritas para fins de divulgação não comercial do Fórum, em qualquer tempo, sem ônus.

5º A embalagem e o transporte das obras, a montagem, a desmontagem, o recolhimento e a guarda dos materiais e equipamentos serão de inteira responsabilidade de cada grupo participante e ficarão por conta das instituições proponentes e dos artistas e expositores envolvidos.

Observação. A Comissão Organizadora não disponibilizará espaço para estocagem de material.

6º Os responsáveis pelas atividades culturais, com exceção de artes visuais, deverão dirigir-se à sala/balcão da Comissão de Cultura 60 minutos antes do horário programado para a realização da atividade, para últimas orientações e ajustes.

Observação. A entrada e posterior saída de materiais e equipamentos não previstos nas dependências do local do evento, estão condicionadas à apresentação de lista detalhada ao coordenador das atividades autogestionadas Culturais ou a quem este assim determinar.

7º No ato da inscrição, a entidade proponente deverá informar a classificação indicativa da atividade inscrita.

8º Os critérios de seleção das atividades autogestionadas Culturais, não levarão em conta o mérito artístico, garantindo, nesse sentido, a representatividade e a diversidade da produção cultural das instituições que compõem o evento.

9.Os critérios de seleção/aceitação levarão em conta:

  1. A necessária vinculação aos temas/eixos do evento;
  2. A disponibilidade de espaço físico e adequado para apresentação das atividades, mostras e espetáculos;
  3. A viabilidade logística, técnica e operacional da proposta submetida;
  4. O disposto neste regulamento quanto à natureza do trabalho;
  5. Tempo de apresentação, de acordo com o disposto nesse regulamento e especificado na ficha de inscrição.

 

ANEXO 3 – ATIVIDADES AUTOGESTIONADAS CONVERGENTES

1º As atividades autogestionadas Convergentes são atividades de articulação e organização deagendas,campanhas e mobilizações que visem construir agendas comuns e/ou mobilizar segmentos sociais e/ou permitir um espaço de diálogo a respeito de campanhas e atos em defesa da Amazônia, de seus povos e seus patrimônios.

i)O aceite das propostas está condicionado ao espaço físico disponível e ao cumprimento dos itens de estrutura apresentados neste Regulamento, a partir do artigo 2º.

2ºPara a realização das atividades autogestionadas convergente, a CO disponibilizará uma infraestrutura mínima, composta por: sala coberta, mesa diretora com cadeiras. Qualquer outro equipamento identificado como essencial à realização das atividades propostas é de responsabilidade do proponente.

i)Itens como certificação de participantes, transporte de material, tradução simultânea para as línguas oficiais do evento (português, espanhol, francês e inglês), pagamento de impostos e taxas (inclusive ECAD), bem como custos com deslocamento decorrentes da participação no encontro, não são disponibilizados pela CO.

3º As salas para as atividades autogestionadas do convergentes comportam até 50 pessoas sentadas em formato auditório.

Observação.A necessidade de disponibilização de salas maiores deve ser mencionada no ato de inscrição e está condicionada à aprovação da CO, conforme possibilidade de atendimento.

4º O proponente da atividade deve estar no local da sua realização pelo menos 30 (trinta) minutos antes de seu início. Os horários e locais, uma vez divulgados, não serão modificados em hipótese alguma, a não ser se por necessidade da CO.

5º As atividades autogestionadas inscritas serão submetidas à avaliação seguindo os critérios abaixo:

  1. Pertinência ao temário do evento;
  2. Disponibilidade de espaço físico adequado.
Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s