ENCONTRO REAFIRMA A URGÊNCIA DE UM SABER COMPROMETIDO E COMPARTILHADO

ATIVIDADE AUTOGESTIONADA-GUIANA MO KOTAN TO

Pautado na diretiva “por um saber comprometido e compartilhado”, terminou ontem, 27 de maio/2014, na Universidade Federal do Amapá (UNIFAP) o I Encontro de Pesquisadores da Pan-Amazônia (I EPPA), evento/processo irmão do Fórum Social Pan-Amazônico (FSPA), que começa hoje, em Macapá/AP. O FSPA está em sua 7ª edição.

O EPPA tem, entre outros, o objetivo de articular e fortalecer uma rede de pesquisadores e pensadores, a partir de uma dimensão estratégica da produção de conhecimento no âmbito da região como um todo, e dos países que a compõe, atuando não apenas como evento, mas em especial como processo continuo e permanente que busque contribuir na construção de outro mundo.

O EPPA constrói-se a partir de algumas especificidades. A primeira diz respeito à busca de uma sintonia e articulação com o FSPA, inclusive como evento. É importante ressaltar que desde a sua primeira edição, o Fórum Social Pan-Amazônico tem sido um espaço de encontros e diálogos entre movimentos sociais, culturas, povos e comunidades tradicionais (r)existentes na Pan-Amazônia, possibilitando a visibilidade da diversidade sociocultural e étnica desta imensa região, ao mesmo tempo que movimentos sociais constroem coletivamente uma agenda política de mobilizações e reivindicações.

A segunda especificidade do EPPA se apresenta estratégica, através do necessário dialogo da academia com diferentes agentes sociais, com vistas à reflexividade crítica de pesquisas acerca da(s) Amazônia(s) que fomos, somos e queremos. Trata-se da construção de condições ao engajamento da produção de conhecimento feita por pesquisadores e pensadores, institucionalizados ou não, em causas sociais, bem como para a busca e reconhecimento de uma simetria entre os sistemas de conhecimento construídos na Pan-Amazônia por povos e comunidades tradicionais.

Entre os principais encaminhamentos deste encontro está a estruturação de uma Rede de Pesquisadores e Pensadores da Pan-Amazônia, sendo este um dos instrumentos que dará continuidade ao EPPA como processo.

Agora é aproveitar as reflexões realizadas nestes dois dias de encontro, integrando-as aquelas que serão feitas nos quatro dias do VII FSPA, aplicando desta forma, na prática, “um saber comprometido e compartilhado”, compreensão central e também síntese do EPPA.

Anúncios

Um comentário sobre “ENCONTRO REAFIRMA A URGÊNCIA DE UM SABER COMPROMETIDO E COMPARTILHADO

  1. Há uma um comprometimento muito grande dessa educação comprometida e compartilhada, se a própria estrutura dessa educação não se compromete. Como será essa modalidade educacional que queremos? Se essa educação não permitem que outros autores façam parte? Gostaria de saber, como será?

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s